segunda-feira, 22 de outubro de 2007

AQUELE AGORA OU NUNCA FICOU PARA TRÁS





Em 2005 eu fui surpreendido pela MTV ao apresentar num vídeo-clip fofo e com poucas pretensões a voz doce da vocalista e o backing junto com algumas palmas , melodia pop inteligente com ares sessentistas e toques simples, bons solos do guitarrista e a letra que maravilha:"Como seria melhor se não houvesse refrão nenhum,mas há".Tudo isso já anunciava que eu já estava vidrado nessa banda.




Os integrantes do Ludov que antes formavam os Maybees ,que só tocavam em inglês resolveram que era hora de serem reconhecidos na sua língua nativa e sua criatividade em composições brotam a cada música.




Seus compositores principais :Habacuque Lima e Mauro Motoki, os dois tocam guitarra, baixo e assumem os vocais em algumas músicas.As letras no início já mostravam um estilo marcante no EP de estréia da banda dois a rodar, travessuras de adolescentes, desilusões amorosas e uma marca registrada na obra do Ludov ,suas músicas são muito visuais ;as letras formando histórias transformam a num mosaico de imagens ,ás vezes parece que se assiste (ou ouve) um filme.






Com pouca bagagem e experiência o grupo evoluiu em termos de arranjo que se destacava por mudar o andamento da melodia em diversas canções e se mostrou corajoso por muitas vezes em excluir refrões ou partes padrões na música pop industrial.Foi aí que procurou buscar uma certa indentidade com o público adolescente tema frequente no cd O exercício das pequenas coisas ótimo trabalho em que não foi poupado temas criativos mas o ponto alto está no teor ácido e realista nas letras.Parece que a voz doce da Vanessa encaixa perfeitamente na canção do clip fofinho do início da carreira e das belas canções românticas do grupo como também soa agressiva ao soltar " Não quero o seu conselho em mim mesmo me espelho não dou chance ao seu azar minha alegria é saber que algum dia você ainda vai despertar" em "Gramado".Nunca a inveja foi tão bem cantada por alguém.




Sim,não tem como negar ,Ludov é uma banda teen assim como Pitty também é e é claro Sandy e Junior também são.Isso faz com que as pessoas que gostam desses artistas muitas vezes não admitir para os outros que gostam.Mas Ludov eu modestamente classifico como teen contemporany em que temas da adolescência são respostas para os fracassos adultos "Tudo bem Tudo bom" esboça isso, já em "É só saudade" visceralmente Vanessa relata seu sentimento em relação a solidão.




Vanessa Krongold, dona de uma sofisticada porém simples ,suave e outras vezes angustiante como em "Conversas em lata" do cd disco paralelo traz uma falsa doçura no grupo.Sim ,o Ludov é uma banda pop que estreou com um clip em desenho animado fofo e talvez injustiçado ao ser comparado com alguns grupos similares.




disco paralelo tornou desde a primeira vez que ouvi um disco irretocável.Dispostos a ficarem livres de qualquer intervenção de gravadoras ,trabalharam de forma independente e sem pressa alguma.Suas 11 faixas representam o que há de melhor na música pop brasileira nesta década.




"Ciência" fala do inevitável :cair é inevitável,o difícil é ignorar e prosseguir."Fugi desse país" é ideal para ouvir depois de uma experiência arrasadora e constatar que fugir nada mais é que contornar a situação radicalmente e usar a desilusão como uma lição."Rubi" beira à perfeição no Ludov, a voz triste ,um arranjo arrebatador , os vocais ,não há mais o que falar ..."meus diamantes viram rubi".




"DIZEM FIQUEI FORA POR TEMPO DEMAIS


E AQUELE AGORA OU NUNCA FICOU PRA TRÁS


O QUE NÃO DISSERAM É QUE VOLTEI DIFERENTE


E O MEU AGORA...


É DAQUI PRA FRENTE"


Cara o que eu posso falar de um refrão desses? S O B R E N A T U R A L




Em "Refúgio " quem brilha é o baterista Paulo "Chapolin" Rocha junto com o baixo de Mauro Motoki com uma letra quase que um grito de todos aqueles carentes de qualquer incentivo ou que apenas querem ser vistos."A espera" mostra o entrosamento do grupo a guitarra suingada com a bateria e os vocais de Vanessa perguntam é o inicio ou o fim?Quem responde?


"Noite clara" é a mais "cinematográfica" de todas:pipa no ar, cachecol marrom, grito de torcida, meias coloridas,a letra nos faz visualizar cada verso da canção.




"Delírio (sob as asas) " é a mais inovadora canção do álbum.Primeiro ela é cantado totalmente por Motoki em momentos seus vocais distorcem acentuando o clima de (sonho ou alucinação).Bombas caindo sobre as casas não é um tema recorrente em bandas ditas "fofinhas",mas no final nada se passou de uma louca visão."Disco paralelo" faz uma brincadeira de palavras com termos dos jogos de cartas muito criativo."Urbana" é Ludov total, é ótima para dançar e cantar muito em show.




Ludov uma das melhores bandas do cenário pop atual


disco paralelo um dos melhores discos do ano




Confira, Conheça, Curta




se quiser conhecer mais http://www.ludov.com.br/




há desconsiderem a versão que eles fizeram para o High School Music, please


Um comentário:

Mauro Motoki disse...

Obrigado a você, Ricardo, pelo carinho e pelo interesse.

Atingir as pessoas dessa maneira é tudo que um artista poderia desejar.

Todos lemos seu email e seu blog, e ficamos muito felizes e lisonjeados.

um grande abraço de todos

muito obrigado

Mauro
LUDOV